⭐MARKETING PESSOAL E REDES SOCIAIS
👩‍🏫Com @__thaisbarbeiro__
✅Imagem, Propósito, Definição de Metas e Audiência 
Através de uma estratégia de marketing e planejamento de carreira, o workshop revela como conquistar um  bom posicionamento de imagem nas redes sociais a fim de alcançar resultados no mercado de trabalho alinhados aos propósitos pessoais e profissionais.
.
🔜SEGUNDAS-FEIRAS - 02, 09, 16 e 23 de março de 2020
HORÁRIO: Das 10h às 13h - CARGA HORÁRIA: 12 horas.
. 📚CRONOGRAMA:
AULA 1: PROPÓSITO
Exercícios práticos para entender seu propósito e início de definição de metas nas redes sociais; Entender seus valores, propósitos pessoais e profissionais;
Como construir comunidades reais e autoridade.
 AULA 2: IMAGEM PESSOAL 
Compreender e renovar padrões de pensamento e atitudes; Dicas de Aparência & Perfil;
Investimentos necessários básicos na imagem pessoal do Profissional (empreendedor);
Fotos; Vídeos; Release; Currículo; Análise em grupo da imagem passada nas redes sociais.
 AULA 3: COMPORTAMENTOS & ORGANIZAÇÃO
Construção da sua imagem nas redes sociais e organização do seu material pessoal;
Como lidar com essa nova forma virtual de trabalhar; Criação de novos hábitos e rotinas; Google Agenda, Drive, Dropbox; Lidar de modo mais produtivo com suas emoções e relações nas redes sociais.
AULA 4: INÍCIO PRÁTICO DE PLANEJAMENTO 
Planejamento e estratégias de crescimento de Redes Sociais & Marketing Cruzado.
.
⭐PÚBLICO ALVO: Empreendedores, Estudantes, Empresários, Profissionais Autônomos, Profissionais em Empregos fixos, Artistas, e interessados em geral que veem uma oportunidade de crescimento através do curso.
.
🏡LOCAL: @casalaranja.sp
Ou 🌍APENAS OUVINTE ONLINE
.
📲INSCRIÇÕES E INFORMAÇÕES APENAS POR WHATS APP: 11 98217-8735
🌍LINK NA BIO
⭐MARKETING PESSOAL E REDES SOCIAIS 👩‍🏫Com @__thaisbarbeiro__ ✅Imagem, Propósito, Definição de Metas e Audiência  Através de uma estratégia de marketing e planejamento de carreira, o workshop revela como conquistar um  bom posicionamento de imagem nas redes sociais a fim de alcançar resultados no mercado de trabalho alinhados aos propósitos pessoais e profissionais. . 🔜SEGUNDAS-FEIRAS - 02, 09, 16 e 23 de março de 2020 HORÁRIO: Das 10h às 13h - CARGA HORÁRIA: 12 horas. . 📚CRONOGRAMA: AULA 1: PROPÓSITO Exercícios práticos para entender seu propósito e início de definição de metas nas redes sociais; Entender seus valores, propósitos pessoais e profissionais; Como construir comunidades reais e autoridade.  AULA 2: IMAGEM PESSOAL  Compreender e renovar padrões de pensamento e atitudes; Dicas de Aparência & Perfil; Investimentos necessários básicos na imagem pessoal do Profissional (empreendedor); Fotos; Vídeos; Release; Currículo; Análise em grupo da imagem passada nas redes sociais.  AULA 3: COMPORTAMENTOS & ORGANIZAÇÃO Construção da sua imagem nas redes sociais e organização do seu material pessoal; Como lidar com essa nova forma virtual de trabalhar; Criação de novos hábitos e rotinas; Google Agenda, Drive, Dropbox; Lidar de modo mais produtivo com suas emoções e relações nas redes sociais. AULA 4: INÍCIO PRÁTICO DE PLANEJAMENTO  Planejamento e estratégias de crescimento de Redes Sociais & Marketing Cruzado. . ⭐PÚBLICO ALVO: Empreendedores, Estudantes, Empresários, Profissionais Autônomos, Profissionais em Empregos fixos, Artistas, e interessados em geral que veem uma oportunidade de crescimento através do curso. . 🏡LOCAL: @casalaranja.sp Ou 🌍APENAS OUVINTE ONLINE . 📲INSCRIÇÕES E INFORMAÇÕES APENAS POR WHATS APP: 11 98217-8735 🌍LINK NA BIO
🎬A ARTE DE TRANSFORMAR LIVROS EM FILMES 
COM MARCELO LYRA
O que é a adaptação de um livro para o cinema? A proposta é entender os diferentes caminhos possíveis na transposição de um formato para outro. Quais são as diferenças de uma narrativa escrita para uma audiovisual? 🔜QUARTAS-FEIRAS
DATAS: 01/07 A 22/07
HORÁRIO: Das 19h às 22h - CARGA HORÁRIA: 12h
.
O que é possível e o que é impossível de adaptar em termos narrativos Quais as diferenças de um formato para outro. O que pode influir na passagem do texto e das ideias escritas para a linguagem audiovisual. Porque alguns filmes são muito fiéis ao livro original e porque outros podem tomar muitas liberdades, por vezes usando apenas alguns trechos do livro e em outras modificando totalmente No Workshop serão lidos trechos importantes de livros, seguidos da exibição do trecho correspondente no filme, de modo a entender as eventuais mudanças. Serão estudados livros e filmes como “O Poderoso Chefão”, “A Marca da Maldade”, “Blade Runner, o Caçador de Androides”, “Apocalipose Now”, “Os Bons Companheiros”, “Atire no Pianista”, “Harry Potter e a Câmara Secreta”, “Um Corpo que Cai”, “Janela Indiscreta” e outros . . ⭐CRONOGRAMA:
Dentro da proposta de se debater as diferentes técnicas usadas na adaptação literária para o cinema, as aulas serão agrupadas em filmes mais fiéis ao livro, adaptações mais autorais onde o diretor toma mais liberdades em relação à obra original. Dentro desses caso, estuda-se casos mais extremos, como adaptações aparentemente infiéis que são totalmente fiéis, como “Apocalipse Now” de Francis Ford Coppola e o livro “No Coração das Trevas”, de Joseph Conrad, ou casos em que o filme é aparentemente fiel mas na verdade muda completamente o conceito do livro apenas alterando a ordem dos fatos, como “Os Bons Companheiros”, de Martin Scorsese e o escritor Nicholas Pileggi.
.
📲 INFORMAÇÕES E INSCRIÇÕES: 11 98217-8735
🎬A ARTE DE TRANSFORMAR LIVROS EM FILMES  COM MARCELO LYRA O que é a adaptação de um livro para o cinema? A proposta é entender os diferentes caminhos possíveis na transposição de um formato para outro. Quais são as diferenças de uma narrativa escrita para uma audiovisual? 🔜QUARTAS-FEIRAS DATAS: 01/07 A 22/07 HORÁRIO: Das 19h às 22h - CARGA HORÁRIA: 12h . O que é possível e o que é impossível de adaptar em termos narrativos Quais as diferenças de um formato para outro. O que pode influir na passagem do texto e das ideias escritas para a linguagem audiovisual. Porque alguns filmes são muito fiéis ao livro original e porque outros podem tomar muitas liberdades, por vezes usando apenas alguns trechos do livro e em outras modificando totalmente No Workshop serão lidos trechos importantes de livros, seguidos da exibição do trecho correspondente no filme, de modo a entender as eventuais mudanças. Serão estudados livros e filmes como “O Poderoso Chefão”, “A Marca da Maldade”, “Blade Runner, o Caçador de Androides”, “Apocalipose Now”, “Os Bons Companheiros”, “Atire no Pianista”, “Harry Potter e a Câmara Secreta”, “Um Corpo que Cai”, “Janela Indiscreta” e outros . . ⭐CRONOGRAMA: Dentro da proposta de se debater as diferentes técnicas usadas na adaptação literária para o cinema, as aulas serão agrupadas em filmes mais fiéis ao livro, adaptações mais autorais onde o diretor toma mais liberdades em relação à obra original. Dentro desses caso, estuda-se casos mais extremos, como adaptações aparentemente infiéis que são totalmente fiéis, como “Apocalipse Now” de Francis Ford Coppola e o livro “No Coração das Trevas”, de Joseph Conrad, ou casos em que o filme é aparentemente fiel mas na verdade muda completamente o conceito do livro apenas alterando a ordem dos fatos, como “Os Bons Companheiros”, de Martin Scorsese e o escritor Nicholas Pileggi. . 📲 INFORMAÇÕES E INSCRIÇÕES: 11 98217-8735
🎬WORKSHOP: OFICINA DE TREINAMENTO PRÁTICO EM PRODUÇÃO DE DOCUMENTÁRIOS
COM ALEXANDRE LIMA
Módulo I - Iniciação à Prática de Documentário 🔜QUARTAS-FEIRAS - DE MARÇO A JUNHO
HORÁRIO: das 14h às 17h
CARGA-HORÁRIA: 48 horas
.
A câmera-caneta: A expressão “A câmera-caneta” simboliza a proposta deste curso. Eu a ouvi pela primeira vez em uma palestra sobre jornalismo contemporâneo, na qual o professor e cineasta Richard Hernandez Koci, dizia aos jornalistas o seguinte: “nos tempos em que vivemos, já não basta escrever, é preciso filmar, fotografar, gravar som… ‘a camera is just a pen.... nothing else… and from now on we all need to be multimedia storytellers.’” Além da palestra do Koci, li recentemente um profético artigo que reforçou ainda mais a expressão como representante do modo e dos métodos de abordagem cinematográfica que proponho no curso: o ensaio “O NASCIMENTO DE UMA NOVA VANGUARDA: A CAMÉRA-STYLO” (a câmera-caneta), escrito pelo crítico e cineasta Alexandre Austruc, na revista L’écran Français em 1948, antecipava e previa cineastas como Godard, Agnés Varda, Chris Marker e Jonas Mekas, entre tantos outros ensaísta fílmicos. “A câmera-caneta prevista por Austruc, anunciava uma nova era na qual o cinema poderia ser pensado como meio de expressão de qualquer setor do pensamento, concentrando no autor (diretor, roteirista, fotógrafo, produtor) todas as funções, já que é em seus ‘escritos direto sobre a película’ que Austruc considerava estar o futuro do cinema.” A premissa central deste curso é justamente dar autonomia narrativa aos alunos, os emancipando enquanto realizadores, propondo que acumulem funções de câmera-som-direção-montagem, para que assim possam encarnar o pensamento e a prática cinematográfica, se apropriando da realização de seus próprios documentários e/ou filme-ensaios, sejam estes curtas, longas ou filmes institucionais encomendados. .
🏡LOCAL: @casalaranja.sp
.
📲 INFORMAÇÕES E INSCRIÇÕES APENAS PELO WHATS APP: 11 98217-8735
🎬WORKSHOP: OFICINA DE TREINAMENTO PRÁTICO EM PRODUÇÃO DE DOCUMENTÁRIOS COM ALEXANDRE LIMA Módulo I - Iniciação à Prática de Documentário 🔜QUARTAS-FEIRAS - DE MARÇO A JUNHO HORÁRIO: das 14h às 17h CARGA-HORÁRIA: 48 horas . A câmera-caneta: A expressão “A câmera-caneta” simboliza a proposta deste curso. Eu a ouvi pela primeira vez em uma palestra sobre jornalismo contemporâneo, na qual o professor e cineasta Richard Hernandez Koci, dizia aos jornalistas o seguinte: “nos tempos em que vivemos, já não basta escrever, é preciso filmar, fotografar, gravar som… ‘a camera is just a pen.... nothing else… and from now on we all need to be multimedia storytellers.’” Além da palestra do Koci, li recentemente um profético artigo que reforçou ainda mais a expressão como representante do modo e dos métodos de abordagem cinematográfica que proponho no curso: o ensaio “O NASCIMENTO DE UMA NOVA VANGUARDA: A CAMÉRA-STYLO” (a câmera-caneta), escrito pelo crítico e cineasta Alexandre Austruc, na revista L’écran Français em 1948, antecipava e previa cineastas como Godard, Agnés Varda, Chris Marker e Jonas Mekas, entre tantos outros ensaísta fílmicos. “A câmera-caneta prevista por Austruc, anunciava uma nova era na qual o cinema poderia ser pensado como meio de expressão de qualquer setor do pensamento, concentrando no autor (diretor, roteirista, fotógrafo, produtor) todas as funções, já que é em seus ‘escritos direto sobre a película’ que Austruc considerava estar o futuro do cinema.” A premissa central deste curso é justamente dar autonomia narrativa aos alunos, os emancipando enquanto realizadores, propondo que acumulem funções de câmera-som-direção-montagem, para que assim possam encarnar o pensamento e a prática cinematográfica, se apropriando da realização de seus próprios documentários e/ou filme-ensaios, sejam estes curtas, longas ou filmes institucionais encomendados. . 🏡LOCAL: @casalaranja.sp . 📲 INFORMAÇÕES E INSCRIÇÕES APENAS PELO WHATS APP: 11 98217-8735
🎬 Nova Hollywood: A Revolução do Cinema Norte-Americano
COM O MINISTRANTE: DANIEL FONTANA
@formiga.eletrica
.
🔜DATAS: SÁBADOS - 07/03, 14/03, 21/03, 28/03.
HORÁRIO: Das 10h às 13h
CARGA HORÁRIA: 12 horas
.
O workshop conduzido por Daniel Fontana irá abordar a Nova Hollywood, movimento cinematográfico americano que surgia na década de 60, em oposição à “Era de Ouro Hollywoodiana”. Inspirados pelo cinema de vanguarda europeu, os cineastas do movimento começaram a usar suas obras para trazer à luz temas como a contracultura, o pacifismo, a igualdade racial, entre outras questões. Trata-se de um cinema que tecia críticas ao modo de ser americano. 🎬CRONOGRAMA:

Parte 1 - Entendendo a Hollywood Clássica
Star / Studio System (mostrar como se vendia um filme); Diretores do período; Código Hays; Anos 60; O cinema americano e seus primeiros filmes “fora do eixo”; Avanço da televisão e a contracultura na literatura e na música; A questão tecnológica influencia a arte; e Filmes de 1967 e Oscar de 1968.
Parte 2 - Os principais anos da Nova Hollywood
1969: Sem Destino – marco zero da Nova Hollywood; Realizações autorais e controle dos diretores; Diretores que marcaram o movimento e seus filmes principais.
Parte 3 - O movimento se estabelece e cresce
Atores que representam o movimento e suas participações; O lado pouco conhecido de George Lucas; Vietnã, política e o anti-militarismo na pauta; Fracassos e produtores a fim de retomar seu espaço.
Parte 4 - O declínio e o fim do movimento
As grandes produções retomam seu espaço. O nascimento dos blockbusters; A fase com seus dias contados; Os descaminhos dos diretores: dos filmes autorais para os filmes de encomenda; O retorno da indústria do entretenimento nos anos 80. Bate-papo final. ⭐PÚBLICO ALVO: Aberto a Todos. .
🏡LOCAL: @casalaranja.sp
.
📲 INSCRIÇÕES E INFORMAÇÕES POR WHATS APP: 11 98217-8735
🎬 Nova Hollywood: A Revolução do Cinema Norte-Americano COM O MINISTRANTE: DANIEL FONTANA @formiga.eletrica . 🔜DATAS: SÁBADOS - 07/03, 14/03, 21/03, 28/03. HORÁRIO: Das 10h às 13h CARGA HORÁRIA: 12 horas . O workshop conduzido por Daniel Fontana irá abordar a Nova Hollywood, movimento cinematográfico americano que surgia na década de 60, em oposição à “Era de Ouro Hollywoodiana”. Inspirados pelo cinema de vanguarda europeu, os cineastas do movimento começaram a usar suas obras para trazer à luz temas como a contracultura, o pacifismo, a igualdade racial, entre outras questões. Trata-se de um cinema que tecia críticas ao modo de ser americano. 🎬CRONOGRAMA: Parte 1 - Entendendo a Hollywood Clássica Star / Studio System (mostrar como se vendia um filme); Diretores do período; Código Hays; Anos 60; O cinema americano e seus primeiros filmes “fora do eixo”; Avanço da televisão e a contracultura na literatura e na música; A questão tecnológica influencia a arte; e Filmes de 1967 e Oscar de 1968. Parte 2 - Os principais anos da Nova Hollywood 1969: Sem Destino – marco zero da Nova Hollywood; Realizações autorais e controle dos diretores; Diretores que marcaram o movimento e seus filmes principais. Parte 3 - O movimento se estabelece e cresce Atores que representam o movimento e suas participações; O lado pouco conhecido de George Lucas; Vietnã, política e o anti-militarismo na pauta; Fracassos e produtores a fim de retomar seu espaço. Parte 4 - O declínio e o fim do movimento As grandes produções retomam seu espaço. O nascimento dos blockbusters; A fase com seus dias contados; Os descaminhos dos diretores: dos filmes autorais para os filmes de encomenda; O retorno da indústria do entretenimento nos anos 80. Bate-papo final. ⭐PÚBLICO ALVO: Aberto a Todos. . 🏡LOCAL: @casalaranja.sp . 📲 INSCRIÇÕES E INFORMAÇÕES POR WHATS APP: 11 98217-8735